Extrema-direita

Numa manifestação de fascistas na baixa de Lisboa, um polícia pôs um joelho no chão e disparou uma G3 contra manifestantes antifascistas. Matou uma pessoa, deixou outra paraplégica e feriu uma terceira. Nunca se fez justiça, pelo contrário, o agente recebeu dois louvores da PSP.

Direitos humanos

Estudos afirmam que 75,4% pessoas imigrantes já sofreram algum tipo de discurso de ódio baseado em preconceitos e estereótipos sobre a imigração, em Portugal. Casos de xenofobia para com imigrantes brasileiros têm-se registado em grande escala nas redes sociais e nos serviços públicos.

Extrema-direita

Da referência ao aceleracionismo aos encontros internacionais de extrema-direita, passando pelos concertos e eventos digitais de doutrinação, o Setenta e Quatro olhou para o Relatório Anual de Segurança Interna 2021 e analisou os desenvolvimentos deste quadrante político.

Quero Apoiar
o Setenta
e Quatro

Precisamos de leitores iniciais, de quem nos apoie quando estamos a começar; oferecemos uma recompensa, serão estes leitores a beneficiar para sempre de tudo o que tivermos para oferecer: informação, investigações, ideias, conhecimento, conversas e publicações exclusivas e humor. 

Parada neofascista do Escudo Identitário

O Setenta e Quatro mapeou o universo da extrema-direita de 1974 até 2021. 

Jornalismo independente e de confiança. É isso que o Setenta e Quatro quer levar até ao teu e-mail. Inscreve-te já! 

O Setenta e Quatro assegura a total confidencialidade e segurança dos teus dados, em estrito cumprimento do Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (RGPD). Garantimos que os mesmos não serão transmitidos a terceiros e que só serão mantidos enquanto o desejares. Podes solicitar a alteração dos teus dados ou a sua remoção integral a qualquer momento através do email [email protected]