editorial

O Setenta e Quatro está de parabéns

Entramos agora no segundo ano. As dores de parto já passaram e gostaríamos muito de padecer das de crescimento. Queremos alargar a nossa rede de leitores e oferecer cada vez melhores peças jornalísticas e conteúdos. Sabemos que nada disto é fácil.

Setenta e Quatro
13 Julho 2022

Fazer anos não tem normalmente implícito qualquer mérito. Ninguém merece aplausos a propósito do decurso do tempo. Neste caso devemos abrir uma exceção; o Setenta e Quatro luta contra as dificuldades próprias de um pequeno e jovem projeto editorial. E a grande dificuldade, o maior desafio, nestas condições, é precisamente sobreviver. 

Um ano é uma vitória. Muitos mais virão, estamos confiantes, mas nada está assegurado. O mundo do jornalismo depara-se com a necessidade de encontrar modelos sustentáveis. No Setenta e Quatro duplicámos a dificuldade na medida em que nos propusemos disponibilizar gratuitamente os nossos conteúdos.

É certo que guardamos alguns mimos para os nossos assinantes e apoiantes, mas, e esta é uma decisão ponderada, não exigimos a quem nos quer ler a contrapartida de ter de pagar por isso. A partir daqui está criada uma relação de grande proximidade e compromisso com a nossa audiência. 

Dependemos de quem nos lê. Contribui aqui.

Damos o que temos, contamos com o apoio que puderem dar. Se é arriscado? Muito. Mas vemos sobretudo como a concretização de princípios nos quais todos, a Associação Continuar para Começar e a equipa do Setenta e Quatro, acreditamos. 

Temos assistido a um trabalho incessante, metódico e rigoroso, por parte da equipa do jornal. A produção de peças de investigação, os ensaios, a opinião e as entrevistas são de grande qualidade. A um nível que enche de orgulho quem acreditou que três ou quatro jovens jornalistas poderiam sozinhos assegurar uma publicação online. Não era uma aposta ganha.

Nunca poderemos esquecer o apoio da Ana Gomes. Foi um apoio em várias frentes e generoso a todos os níveis, também como apoio monetário. De igual modo, os nossos agradecimentos a todos os leitores que decidiram apoiar este projeto. Saibam que cada contributo conta e é visto e apreciado. Somos ainda uma casa pequena. Ninguém passa despercebido. 

E entramos agora no segundo ano. As dores de parto já passaram e gostaríamos muito de padecer das de crescimento. Queremos alargar a nossa rede de leitores e oferecer cada vez melhores peças jornalísticas e conteúdos. Sabemos que nada disto é fácil.

Tanto mais que o Setenta e Quatro não trabalha para agradar. Esta é uma grande tendência e, diria também, uma grande tentação para o jornalismo que está online. A extrema facilidade em aferir o retorno ou agrado de cada trabalho publicado veio interferir, e fazer acrescer um nível de dificuldade, com a isenção que se exige nesta área. Por vezes, é obrigatório desagradar. Sobretudo, o trabalho jornalístico deve ser feito sem a ponderação de como vai ser avaliado por quem lê ou por quem é visado. O compromisso é outro: informação rigorosa.

Num mundo polarizado, e por isso simplificado, o Setenta e Quatro tem feito a diferença, contribuindo para a qualificação do debate público. Trazendo novos pontos de vista, mesmo que contrariem narrativas instituídas. Não, este não é o começo de uma conversa difícil.

É apenas a continuação da nossa conversa. A que começámos há um ano e queremos que não acabe. Contem connosco. Tudo faremos para que um grande jornal continue a chegar até vós.

E parabéns ao Setenta e Quatro!

Apoiar
o Setenta
e Quatro

O Setenta e Quatro precisa de leitoras e de leitores, de apoio financeiro, para continuar. Em troca damos tudo o que tivermos para dar. Acesso antecipado às edições semanais e às investigações, conversas e publicações exclusivas, partilha de ideias e muita boa disposição. 

Parada neofascista do Escudo Identitário

O Setenta e Quatro mapeou o universo da extrema-direita de 1974 até 2021. 

Jornalismo independente e de confiança. É isso que o Setenta e Quatro quer levar até ao teu e-mail. Inscreve-te já! 

O Setenta e Quatro assegura a total confidencialidade e segurança dos teus dados, em estrito cumprimento do Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (RGPD). Garantimos que os mesmos não serão transmitidos a terceiros e que só serão mantidos enquanto o desejares. Podes solicitar a alteração dos teus dados ou a sua remoção integral a qualquer momento através do email geral@setentaequatro.pt