Direitos humanos

Ocupadas maioritariamente por corpos não-brancos, as periferias dos centros metropolitanos são alvo de estigmatização ao serem apontadas como zonas perigosas e os seus habitantes como violentos. Para vigiar, as autoridades têm recorrido a câmaras fixas e a drones. Com a nova lei da videovigilância, chegam também as bodycams

Direitos humanos

O imaginário da periferia como zona problemática e perigosa foi instigado ao longo dos anos por uma parte dos órgãos de comunicação social. Os jovens dessas zonas são apontados como potenciais criminosos, e com isso vem a defesa da videovigilância.

Saúde

Sobrecarga horária, pluriemprego, fuga de profissionais para o privado. Entender o estado da saúde pública em Portugal passa por diversos fatores estruturais, políticos, organizacionais, mas também por perceber os ganhos milionários que dá ao privado. O livro O Negócio da Saúde, da autoria do médico Bruno Maia, ajuda a perceber a dimensão do problema.

Quero Apoiar
o Setenta
e Quatro

Precisamos de leitores iniciais, de quem nos apoie quando estamos a começar; oferecemos uma recompensa, serão estes leitores a beneficiar para sempre de tudo o que tivermos para oferecer: informação, investigações, ideias, conhecimento, conversas e publicações exclusivas e humor. 

Parada neofascista do Escudo Identitário

O Setenta e Quatro mapeou o universo da extrema-direita de 1974 até 2021. 

Jornalismo independente e de confiança. É isso que o Setenta e Quatro quer levar até ao teu e-mail. Inscreve-te já! 

O Setenta e Quatro assegura a total confidencialidade e segurança dos teus dados, em estrito cumprimento do Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (RGPD). Garantimos que os mesmos não serão transmitidos a terceiros e que só serão mantidos enquanto o desejares. Podes solicitar a alteração dos teus dados ou a sua remoção integral a qualquer momento através do email [email protected]